Quem sou eu?

Pessoas teimosas não mudam nada sobre si mesmas. Insistem que todo mau hábito é apenas parte de quem são. A pessoa que foi informada centena de vezes que se fizesse X de forma diferente, obteria um resultado mais satisfatório. Mas esquivam-se citando um velho clichê: É só quem eu sou. E eu não vou mudar quem eu sou. Como se ser incompetente, rude e irracional, fosse de alguma forma essencial para o seu ser.

Eu não ligo para qual seja, o traço especifico de sua personalidade que você está se identificando ou se apegando – sua identificação com quaisquer traços específicos podem estar lhe fazendo um desserviço. Você não é sua descrição.

Então, quem sou eu? Quem é você?

Você é o decisor.

Você decide, em todos os momentos da sua vida, quais traços você exibe. Se você decidi  adotar um senso de humor sarcástico, tudo bem. Mas não defina a si mesmo com esse traço. O sendo de humor que você gosta não é mais essencial para quem você é do que as roupas em seu guarda-roupa. Se você decidir que não se encaixa ou você não gosta mais de determinadas peças, você pode jogar fora e obter novos itens. A parte importante não é o que você está vestindo hoje, mas sim a responsabilidade de escolher usá-lo.

Então, dê uma olhada no seu guarda-roupa de traços de personalidade. Veja qualquer coisa que você não gosta mais ou que não se orgulha tanto assim…

Nunca se envergonhe de mudar qualquer coisa sobre você, contanto que você decida fazê-lo conscientemente. Orgulhe-se de mudar crenças e hábitos de longa data (quem sabe não é um bom momento para começar a questioná-los). Esses são os mais difíceis de mudar e talvez sejam o que separam você do seu melhor eu.

Convido-o a refletir…. Onde estão seus pontos cegos? Que mau traço; que mau hábito você protege, fingindo que é uma parte essencial de sua personalidade?

Você não é seus maus hábitos. Então apague-os. Supere-os. Decida fazer melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *