Poluição de Informação

Isso tem estado na minha menta nas últimas semanas já. Quando digo poluição de informação, não estou falando da poluição ambiental em si – não na poluição que vem do funcionamento dos servidores que armazenam informações.

Isso ainda é poluição, mas não o tipo de poluição em que estive pensando. Quando digo poluição de informação, quero dizer esse estouro constante de informações de várias fontes em nossas vidas diárias, mas principalmente online.

Há todas as atualizações de status, fotos, memes, acontecimentos políticos e tudo mais, linhas do tempo e feeds infindáveis. Como se fossem agulhas, cada uma tentando picar meu cérebro. Cada uma tentando entrar, cada uma tentando chamar minha atenção. Cada uma tentando tomar um pouco do meu tempo.

Ok, então esse é o meu primeiro problema. Qual é o segundo problema? O segundo problema é a qualidade do conteúdo ao nosso redor.

Não seria tão ruim se as informações em nossa vizinhança virtual fossem boas, acionáveis, úteis, relevantes, provocativas e instigantes. Mas na maioria das vezes elas não são, nós apenas lemos aquele post ou vemos aquele vídeo, apenas porque o título parecia interessante, enganoso, clickbait . E normalmente só descobrimos que não são relevantes, depois de lermos todo o post ou vermos o vídeo.

Em outras palavras, a maior parte do conteúdo online que desfila como informação, são na verdade apenas peças descartáveis. Estão apenas sendo despejadas na internet, dia após dia. E transforma a internet em um grande aterro sanitário.

Portanto, o excesso de informações, mais a baixa qualidade do conteúdo, equivalem à poluição da informação.

A propósito, este blog não é exceção. Certamente, de uma forma ou de outra, alguém encontrará esta postagem em algum lugar da internet. As informações aqui são boas, acionáveis, úteis, relevantes, provocativas e instigantes.? Espero que sim, mas não cabe a mim dizer. Só espero que este post não esteja causando poluição de informações para você.

A grande questão é: você acabou neste post por causa da poluição da informação, ou você procurou ativamente por informações e encontrou um link para este post? Prefiro que você encontre esta postagem porque você pesquisou algo relacionado a ela ou porque algum amigo seu falou “Cara olha isso, o blog deste cara tem umas postagens bem interessantes”. Não porque foi enfiado em sua garganta.

E eu acho que é onde estou tentando chegar com isso. Quero menos alimentação forçada de informações, menos atualizações de status estúpidas, menos postagens aleatórias em blogs, menos videos com títulos enganosos, manchetes de isca de cliques, menos poluição de informações em geral.

Eu quero conteúdo de alta qualidade, independentemente do tamanho ou da curta duração de uma postagem no blog.

Quero títulos mais descritivos que realmente correspondam ao conteúdo da postagem. Portanto, não preciso ler tudo para descobrir que não aprendi nada.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *