“Viva com uma superioridade constante sobre a vida – não tenha medo do infortúnio e não anseie pela felicidade; afinal, é tudo igual: o amargo não dura para sempre e o doce nunca enche a taça a ponto de transbordar. É o suficiente se você não congelar de frio e se a sede e a fome não o ferirem por dentro. Se suas costas não estão quebradas, se seus pés podem andar, se ambos os braços podem dobrar, se ambos os olhos podem ver, se ambos os ouvidos ouvem, então de quem você deveria invejar? E porque? Nossa inveja dos outros nos devora acima de tudo. Esfregue os olhos e purifique o coração – e valorize acima de tudo no mundo aqueles que o amam e desejam o seu bem. Não os machuque ou repreenda, e nunca se afaste de nenhum deles com raiva; afinal, você simplesmente não sabe: pode ser o seu último ato antes de ser preso, e será assim que você ficará gravado na memória deles ”.

Aleksandr Solzhenitsyn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *