Arriscar

Arriscar. Arrisque-se. É o que vai te levar para onde você quer ir.

Você esta sendo exposto a diversas tentativas de condicionamentos desde o dia em que você deixou o útero. Exposto a programação não feita para seu benefício. Nem toda programação é ruim, mas a maior parte provavelmente não é boa.

Um bom exemplo é quando seus pais lhe disseram para “ter cuidado”. Quando você era mais frágil talvez fosse um bom conselho. Não brinque com fogo, segurança em primeiro lugar e não toque nisso. Não, não e mais não.

É miraculoso que todos nós não nos tornamos robôs paranóicos com medo de respirar, sentir ou viver.

No caso de seus pais, isso foi feito com boas intenções.

Mas boas intenções não significam nada.

Você deve superar toda programação contra correr riscos; contra ser original, contra masculinidade, contra tomar uma posição e lutar.

Isso é algo que acontece internamente. Algo que você decide por si mesmo.

Uma mentalidade mais apropriada

O risco é bom, correr riscos é bom. Falhar em ação é melhor do que sobreviver na inação. A morte no campo de batalha é melhor que a vida na prisão.

Ignore as mentiras que lhe disseram. A grandeza está lá fora. Para chegar onde você quer nesta vida você tem que correr riscos. Você tem que se arriscar. Você tem que sair da sua zona de conforto e ir para o desconhecido.

Conforto é o assassino dos sonhos. Você provavelmente já percebeu que aqueles que chegaram ao topo muitas vezes não começam no meio. Eles começaram no fundo. Lá eles cultivaram a mentalidade que os impulsionou para o topo. Eles usaram sua fome de sucesso para impulsioná-los a assumir os riscos que precisavam para chegar onde queriam.

Eles não tinham medo de fracassar ou de serem abatidos porque não tinham nada a perder. Eles abriram caminho até o topo. Eles perceberam que nunca chegaria ao topo estando seguros todo tempo.

Você pode estragar tudo sendo imprudente. Todo mundo sabe disso. No entanto, pode ser um erro ainda maior ser muito cauteloso.

Eu diria que mais pessoas falham sendo muito cautelosas do que sendo muito precipitadas.

Você não precisa ser assim. Cultive uma mentalidade de ação.


Gostou da leitura? Receba novos posts por e-mail:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *